Archives

now browsing by author

 
Posted by: | Posted on: março 13, 2020

Chico Xavier à luz da inteligência artificial

Uma empresa de análise de textos por inteligência artificial confirmou o que sempre soubemos: os livros do médium foram “escritos” por autores diferentes.

Uma empresa brasileira que trabalha com análise de textos via inteligência artificial resolveu investigar a obra de Chico Xavier. O objetivo era descobrir se as obras psicografadas pelo médium tinham pontos em comum. Os técnicos queriam respostas para duas perguntas: esse autores têm cada um seu estilo próprio? Eles são suficientemente diferentes entre si? Para isso analisou textos dos três dos principais autores psicografados pelo médium: Emmanuel, André Luiz e Humberto de Campos.
As obras psicografadas foram analisadas por uma técnica de aprendizado de máquinas chamada Deep Learning. A partir de grandes quantidades de dados, o computador aprende a criar relações entre eles, procurando semelhanças entre verbos, adjetivos e substantivos, por exemplo.
Ao final, os computadores foram incapazes de encontrar os mesmos padrões de estilo de uma entidade espírita nos livros da outra. Resultado: segundo a pesquisa, os três autores são, sim, marcadamente diferentes. Prova de que cada espírito tinha um estilo próprio de narrativa, e que Chico Xavier foi apenas o “meio” usado para se expressarem.

Posted by: | Posted on: março 13, 2020

Conheça a peça teatral escrita por Allan Kardec

Usando ainda seu nome de batismo, H. Rivail, o codificador de espiritismo, criou Uma Paixão De Salão, comédia romântica encenada em Paris em 1845.

Pouca gente sabe que Allan Kardec, que ficou para a posteridade como o codificador do Espiritismo e autor das obras fundamentais da doutrina, escreveu uma peça teatral. Chamada Une Passion de Salon (Uma Paixão de Salão), é uma comédia romântica de encontros e desencontros amorosos que Kardec escreveu usando ainda seu nome de batismo.
Foi nos tempos em que ainda era conhecido como professor Rivail. Allan Kardec era um intelectual versátil, deu aulas de matemática, física, química, astronomia, anatomia e francês e escreveu gramáticas e aritméticas. Em 1843 lançou essa que foi sua única peça teatral, escrita em parceria com o jovem dramaturgo Léonard Joseph Urbain Napoléon Gallois (1815-1874), que se tornou mais tarde historiador e bibliógrafo com várias obras publicadas. Read More …

Posted by: | Posted on: março 13, 2020

Quem tem medo da morte?

A doutrina espírita nos consola e nos ensina que o espírito vive para sempre. Assim, precisamos nos educar nesta vida para criarmos um novo futuro. 

Por Alan Diniz Souza*
Eu temo, tu temes, eles temem, vós…
Vivemos focados na matéria, a grande maioria de nós criados para o “ter”. Queremos ter o melhor carro, a melhor casa, a melhor roupa ou até o melhor corpo. Neste modelo da cultura ocidental do consumo e da posse. Confundimos até o que é mais importante: nossa essência espiritual ou nosso corpo físico? Vivemos numa ânsia desvairada de tudo ter.
Quanto mais ajuntamos, mais tememos perder, mais precisamos nos proteger dos outros e isto gera o medo da perda. Achamo-nos eternos no corpo e isto gera a fuga da realidade, sendo em alguns a ponto de nem querer pensar na morte do próprio corpo físico e se afastar de tudo que conquistou. Estamos presos à matéria e ela é passageira, tornando nossa vida muito frágil e sem sentido, pois colocamos todas as nossas esperanças e propósitos em tudo que é passageiro. Read More …

Posted by: | Posted on: março 13, 2020

Como vencer a ansiedade? Viva o momento

Jesus ensina que devemos viver cada dia, cada hora, porque cada ocasião vale pelo que sucede. Propôs que fosse vivenciada cada experiência no seu momento próprio, mantendo-se irrestrita confiança em Deus. 

Por Divaldo Pereira Franco*
“O nobre psiquiatra Emílio Mira y Lopez analisa, em sua obra monumental Os Quatro Gigantes da Alma, esses adversários do equilíbrio emocional da criatura humana, responsáveis por terríveis dramas do comportamento.
Parafraseando o emitente estudioso da psique, apresentamos a ansiedade como um aflitivo gigante que os tempos modernos acrescentaram ao mapa existencial e que domina expressivo número de indivíduos que jornadeiam aturdidos, sem a capacidade de fruírem paz.
A dinâmica dos dias atuais exige grande mobilidade, apurada atenção em torno dos acontecimentos, em face da rapidez com a qual as notícias são apresentadas, proporcionando incontrolável ansiedade nos menos resistentes e nos sentimentos da sociedade como um todo.
A falsa necessidade de estar-se informado a respeito de tudo quanto acontece no mundo impõe tormentosa inquietação emocional quanto insegurança pessoal, de modo a poder-se precatar das ciladas e desastres morais que surgem e são manchetes a cada momento. Read More …

Posted by: | Posted on: março 13, 2020

Quem foi Allan Kardec

Educador e autor francês, Kardec (1804-1869) foi um dos pioneiros na pesquisa dos fenômenos paranormais e codificou o Espiritismo. Fundou a primeira sociedade espírita, com o nome de Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.

Hippolyte Léon Denizard Rivail (Lyon, 3 de outubro de 1804 – Paris, 31 de março de 1869) foi um influente educador, autor e tradutor francês. Sob o pseudônimo de Allan Kardec, notabilizou-se como o codificador do Espiritismo (neologismo por ele criado), também denominado de Doutrina Espírita. Foi discípulo do reformador educacional Johann Heinrich Pestalozzi e um dos pioneiros na pesquisa científica sobre fenômenos paranormais (mais notoriamente a mediunidade), assuntos que antes costumavam ser considerados inadequados para uma investigação do tipo.
Adotou o seu pseudônimo para uma diferenciação da Codificação Espírita em relação aos seus anteriores trabalhos pedagógicos. Segundo várias fontes, seu pseudônimo foi escolhido pois um espírito revelou-lhe que haviam vivido juntos entre os druidas, na Gália, e que então o Codificador se chamava “Allan Kardec Read More …

Posted by: | Posted on: fevereiro 29, 2020

Justiça social não cobre em extensão o sentido de Caridade

Justiça social é uma construção moral e política baseada na igualdade de direitos e na solidariedade coletiva. Em termos de desenvolvimento, a justiça social é vista como o cruzamento entre o pilar econômico e o pilar social. (Wikipédia)

Fez-se recentemente uma conjectura sobre a presença de Kardec reencarnado nos dias atuais, admitindo-se que, neste caso, ele possivelmente daria preferência ao termo Justiça Social em detrimento ao termo Caridade. Assim, teríamos “fora da justiça social não há salvação” em lugar de “fora da caridade não há salvação”. Certamente, para que tal mudança ocorresse, teríamos de convir que também os Espíritos que assessoraram o codificador assim pensariam, de modo a ocorrer o que no século XIX aconteceu: a opção de Kardec pela definição do paradigma “fora da caridade não há salvação”. Mas tal decisão, hoje, não teria por motivação a oposição ao que pregava, então, a Igreja Católica, que afirmava “fora da Igreja não há salvação”, uma vez que as lutas contemporâneas já não mais se concentram com igual força nas religiões, mas, sim, nos conflitos sociais, que por si mesmos são conflitos políticos e econômicos, em que o espectro social assenta-se nos extremos da injustiça e afrontam violentamente, por isso, a individualidade humana nos seus direitos mais simples. Read More …

Posted by: | Posted on: fevereiro 26, 2020

Os livros dos Espíritos

Livro-pesquisa de Luís Lira, publicado pela Editora EME com apoio do CPDoc e do CCDPE, terá semana de lançamentos em São Paulo

Uma pesquisa original motivada pelas alterações nas primeiras 16 edições do livro básico do Espiritismo, alterações feitas diretamente por Allan Kardec ainda encarnado, levou o estudioso espírita Luís Jorge de Lira Neto a escrever sua primeira obra intitulada Os livros dos Espíritos. Trata-se de um trabalho que não apenas demonstra como Kardec agiu desde a edição inicial, especialmente com as modificações e ampliações introduzidas já na segunda edição, quando O livro dos Espíritos praticamente dobrou sua quantidade de questões, mas mostra, também, aprimoramentos posteriores e com isso facilita grandemente os interessados, curiosos e estudantes, na compreensão dos fatos.

O autor apresentou seu estudo, de modo resumido, no Encontro da Liga dos Historiadores e Pesquisadores Espíritas ocorrido em agosto de 2019 em Fortaleza, Ceará, bem como o discutiu amplamente em apresentação no Centro de Pesquisas e Documentação Espírita (CPDoc), em Santos, onde colheu subsídios e sugestões que o levaram a dar o texto definitivo ao livro.

O lançamento oficial do livro está marcado para o período de 9 a 14 de março de 2020 e Read More …